Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

asimplesvidadejoaorapaz

É o João que é um rapaz que tem uma vida simples.

27
Mar13

Explosions

asimplesvidadejoaorapaz

Ouvir uma música perfeitamente banal... mais uma... R&B ou Pop ou sei lá... Depois algo me faz querer saber mais... ora a partir do minuto 5:30 pura sessão de improviso, ou criação com assinatura, no som, na dança, na interpretação, na estética... só podia ser Justin Timberlake... e é nestes pormenores para além da música base e vendável que eu curto o Justin Timberlake como grande artista...

 

http://www.youtube.com/watch?v=uuZE_IRwLNI

 

Um dia destes estava a correr canais e parei numa interpretação brutal da "Nobody's Perfect" da Jessie J... era na SIC num programa de miudas a quererem ser modelos... pensei que fosse mais fácil encontrar a referida interpretação... mas fica aqui o registo que ela foi simplesmente magnífica!! fica esta que não é má mas nada a ver....

 

http://www.youtube.com/watch?v=yx-G_bFeHzw

 

No outro dia vi o seguinte video do Lenny Kravitz na TV...  já passaram mais de 20 anos??? já passaram mais de 20 anos!!! é que nem a música nem o tipo, nem eu parecemos ser tão velhos....

 

http://www.youtube.com/watch?v=TmENMZFUU_0

 

Por falar da velhice, esta madrugada ouvi um som espectacular... já nem me lembrava... o velho exito "Easy come and go" dos portugueses Joker... vocês lembram-se de exito brutal desta música na altura?? balada tipícamente rock dos 80's tipo Bon Jovi com cheirinho a Whitesnake... e a pergunta que todos fazem e que eu não sei responder... o que é feito desta malta??... e já passaram mais de 20 anos!!

 

http://www.youtube.com/watch?v=CnqAjNEnAAI

 

Hoje em dia que todos tem a vontade de criar, de dizer (mais mal que bem), de tomar partido, de fazer juízos de valor, de comparar, de desdenhar, de puxar a si, de ocupar, de usurpar, de tanto e tão pouco... é... diferente direi, ouvir algo novo... diferente... e bonito... explosões que não de raiva ou amargura ou desamor... o meu lado sonhador que tantos anticorpos ganha por aí se um pedaço transparece mais que a conta... ora a vontade e necessidade de destruir a sobrepor-se à liberdade de se ser... por mais errado que se seja...

 

http://www.youtube.com/watch?v=miOEmyjpLkU&feature=share

 

 

PS: Imaginem só o grau de mesquinhez de quem fala mal só por falar... seja através da usurpação de uma identidade já de si secreta, ou através de um qualquer esquema mais ou menos (i)lógico só porque sim... mas estarão ou serão as pessoas tão más tão vazias que a única alegria que têm é a interferência nas "vidas" dos outros... na tentativa de desiquilibrar ou destruir... ora o que se passou relativamente aos comentários no post anterior é tão estranho quanto presumívelmente cruel, embora não me crie grande estrago no identificar e diferenciar quem está por bem e de quem eu gosto, aqui como João ou na verdadeira vida real...

04
Dez12

Tempo de viver...

asimplesvidadejoaorapaz

esta aparente forma tranquila e calma de encarar as coisas não nasceu comigo... aliás, nem existe... quem me conhece sabe que eu vou tentando, mas só tento... mas que outra forma teria eu de encarar a vida senão esta?? o fingir não perceber, o condescender, o tolerar, o virar as costas e aguardar... o saborear a tempo e dentro do tempo e ficar... o perseguir as coisas mais simples em vez dos jogos e das batotas e dos azares... foram anos demais a chapar de frente contra as contrariedades, as vontades imediatas, os riscos e os vícios das almas, o tempo que nunca jogava a meu favor... os amores que orgulhosamente combatia... o aqui e agora ou o nunca... e lembro-me dos erros... e de pessoas do iníco da minha jornada... do tempo em que eu tentava viver... tentava ser... sem deixar espaço a que o próprio tempo ditasse o que viver e o que ser... já está tão longínquo... já nem sequer quase que faz parte do início da caminhada... alturas em que sofria mesmo, e vivia mesmo, porque não sabia outras formas... só as que via nos filmes e queria para mim... um dia estava com os meus pais e irmã a jantar, e na mesa ao lado estava um casal... e eu quis tanto aquela vida para mim... estar assim na cumplicidade... ser eu e partilhá-lo com o meu amor... era tão ingénuo... estava tão no início, que nem sei como me fui agora me lembrar... restaurante girassol talvez... em Sarilhos, algures entre Lisboa e Montijo nos tempos da nacional... as velhas rotinas... o sair do campo quase profundo e dar de caras com a cidade... e logo ali a ter de saber ser agricultor agora e doutor logo a seguir... a tratar os velhotes todos por tios e tias e logo a seguir por senhor e senhora... passar o verão de cuecas e andar sempre a banhos, fazia-se tudo ao mesmo tempo eramos senhores dos nossos mundos... e logo a seguir piscinas da Av. de Roma, todo atrapalhado... usar fato de banho e toca e chinelos, e entrar por aqui e molhar primeiro e ir por além e não saber o que fazer, e parecia que todos olhavam para mim... ser criança... eu sei que todos deixamos um dia de o ser... eu sei que é hora dos mais novos... viverem... mas de lá para cá existe um tanto, um tempo, que já não volta... quando todos os dias tentávamos viver sem saber como... 

 

http://www.youtube.com/watch?v=dbckIuT_YDc

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub