Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

asimplesvidadejoaorapaz

É o João que é um rapaz que tem uma vida simples.

18
Dez14

Parola

asimplesvidadejoaorapaz

 

 

Negras... ondas medonhas espumadas de raiva... desmorecimento instalado mais que merecido... a van glória de só estar... pedras... meninas panhonhas sorridentes de saias... favorecimento ilícito mais ou menos parecido... a nau da memória de estar só... parola (palavra em italiano) palavra que gastas e omites num bailado cru e cego... regras... instaladas... arranhadas... mordiscadas... vilipendiadas... mas nunca devassadas... pois a questão se põe tão clara como a irrealidade de a dizer... fica assim... em mim... à espera de um dia em que nada já se espere...

22
Abr14

A Besta (linda)

asimplesvidadejoaorapaz

já toda a gente deste mundo e dos outros achou que faço questão de ser uma besta... e faço... mas para além de o fazer, sou... uma besta portanto... sei portanto de mim o essencial... sei das razões também... poderia as inumerar, mas são insípidas sem valor... apenas sou... umas vezes muito outras tanto... e não tão pouco também sou outras mais coisas... outras coisas mais... outras de sinal mais... coisas... cenas... e mais... não me perdoem os pecados... porque eu próprio não o faço... assim como pecador lamento os tantos que ficaram por... aperfilhar... nas correntezas das coisas dou por mim então armado em rocha... sismando com o mim mesmo, e pouco interessado em ser... férias de mim... ou férias dos outros... ou nem tanto... são desencadiações que me levam a deitar no sofá e por ali ficar... e podia ser a constipação, podia ser o trabalho, podia ser o cansaço... podia tudo, mas também não podia... e só pode porque sou uma besta...

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=Fb-3seZSQ_Q

24
Jan14

o cão da malta...

asimplesvidadejoaorapaz

No outro dia jantei informalmente com alguém... queres canja??... estava a dar o Sporting... curioso como os círculos são redondos... caí por poucas vezes no passado recente... envolto em pensamentos rápidos e em outros pouco curtos, em menos curtos silêncios e, em igualmente poucas sinceridades... as do costume, as conhecidas, mas sinceridades... dizem que era uma espécie de despedida... era mesmo... de mim... talvez da praxe... sem cartas na manga, já com algum cansaço... troquei-lhe o nome do "marido" pelo do "amante"... pensou por momentos que era troça... rapidamente lembrou-se que era eu, portanto não seria, ou se seria ela nunca o conseguiria descobrir... conformou-se na possibilidade de não ser... não era, enganei-me mesmo... vi-a assim a modos que conformada, ela é esperta mas não a mais esperta e demasiada ansiosa por ser e dominar e dar nas vistas... vissem-na assim os outros como eu a vejo... perdida... afinal o que ela queria mesmo é que os outros a vissem como ela gostava que os outros a vissem... eu vejo-a como ela é... tão intrincada, tão sedenta... bastava simplesmente deixar correr, apenas fazer, não esperar constantemente pelo reconhecimento e até mais... ela também foi má e tortuosa e sem escrúpulos... nem tanto comigo, não tinha como... e fundamentalmente não tinha porquê... de mim disse um dia "nunca conheci pessoa tão consciente de si próprio" quase como um "não há nada a fazer"... depois...  "vou-me embora... se fico, depois vou o caminho todo a dar cabo da cabeça..." "sabes, sendo eu tão absolutamente pragmático por necessidade, dou por mim nostálgico pelo momento que acabou de passar..." "depois diz qualquer coisa quando fores para cima, para irmos correr ou assim" "sim, claro!" não direi... não lhe pedi o cd do Djavan de volta... os dela devolvi-os todos... e foi!!

 

http://www.youtube.com/watch?v=_udy39Kalew

 

No outro dia estava a fazer uma salada mesmo com os cornos encostados à televisão da cozinha... a gaiata estava a ver os piratas da terra do nunca... e anda lá um animal que anda sempre a ganir ahoy marujos... a certa altura dei por mim constatemente a gritar ahoy, ahoy, ahoy, ahoy... farto daquela brincadeira virei-me para a gaiata e disse-lhe no meu tom, colocação de voz e conteúdo de pai, progenitor, cuidado e atento com a educação equlibrada de um filho com 3 anos e meio... "ÓI!! isto dos desanhos desanimados é pior cá droga!! Dá cabo da cabeça dum gajo" e a gaiata responde depois de se partir toda a rir: ""Dum gajo!!" O meu paizinho é mesmo maluquinho da cabeça!!!"

 

http://www.youtube.com/watch?v=7EorcXQQ2q8

 

No outro dia disseram-me uma coisa... disseram-me e a culpa será minha... mas não viverei com a culpa, porque também nunca quis que os outros vivessem com a culpa das coisas que eu digo, mesmo que sejam eles os culpados... mania a minha de não dizer nada dizendo tudo ou o contrário... tenho uma mania ainda mais estúpida, que é deixar as pessoas embrulharem-se nas coisas... minhas... mas... no fundo eu não sou mentiroso... nunca disse que o preto era branco ou ao contrário... provavelmente por eu apostar muito no cinzento... mas quando digo que a minha quota de ingenuidade, espanto, real paixão, amor perfeito, se gastou, é porque se gastou... se digo que já fui e já vim, e nada mais há para ver, é porque já não há... depois claro que eu nunca perco... e os outros perdem sempre mesmo que não joguem... eu sou este que por aqui anda pelas linhas entrelinhas e palavras, mas não queiram ler significados que não existem... por muito que eu pareça ser (e sou) errante, nunca venham ao engano, sei perfeitamente para onde vou, e sei melhor ainda onde ardi... "não há nada a fazer" chamem-me cão...

 

http://www.youtube.com/watch?v=8yvEYKRF5IA

 

No outro dia tive que te dizer uma coisa.. sabendo bem tanta coisa então... acerca de mim e de ti e de tudo... senti-me órfão... quase votado ao abandono... quase subjugado... olvidado... dobradinho e guardado empoeirado num qualquer baú da moda e do design... não basta eu saber que sou... não basta eu saber que és... não basta eu gritar aos sete ventos que somos... preciso de o ouvir vindo de ti... senão ninguém acredita... senão eu não acredito... senão tu não acreditas... lembro-me de uma vez... parece que foi noutra vida... foi certamente noutra vida... quando escrevi uma série de bestialidades... só para ver se existias... só para ver se eu ainda existia... quantas vezes acabou o mundo então e eu não??? felizmente o mundo continuou por aí e eu pude morrer em paz...

 

http://www.youtube.com/watch?v=uBhT_3gr6tc

 

No outro dia li uma cena... podia perfeitamente estar calado... a frase anterior por si só, bem que podia ser o lema de uma vida... calado e quieto já agora... e tomei o que li como para mim... não era... mas tomei... porque quis... mas não era...  mas se fosse não podia ser mais adequado... e podia eu encetar aqui um sem número de argumentos falaciosos (porque argumentos vindos de mim, não podem ser outra coisa) para justificar... para quê?? como disse eu já fui e já vim e nada mais há para ver... ingénuo??? ui onde isso já vai... não há desculpa se não vejo é porque sabe-me melhor assim, por vezes fingir-me ceguinho... vá lá só um argumento falacioso... "eu não faço por mal, é por gosto e vontade... eu até sou boa pessoa" não acreditem!! eu até sou bom, mas não sou pessoa... sou um animal... chamem-me cão... cão danado...

entretanto e por falar neles, o meu pai que agora velho tornou-se o Rei dos mails da treta para trás e para frente... tipo entretém de um reformado... mandou-me uma cena que tinha 19 cenas do tipo verdades da tanga... uma era tipo "O impulso que leva um Homem a perseguir uma mulher sem querer se comprometer com ela é igual ao impulso que leva um cão a perseguir um carro sem o querer conduzir"... chamem-me cão... mas não me chamem cão raivoso ou sarnento, porque não o sou... chamem-me cão danado... e lindo já agora... só lhes fica bem e não é mentira...

 

http://www.youtube.com/watch?v=cMQmp4NsJdU

 

14
Jan14

Silêncio(s)

asimplesvidadejoaorapaz

 

Gostava eu de saber calar como quem não sente...

Gostava eu de não sentir sempre que me cobres com o teu silêncio...

No lento cair pela falésia, agarro-me às raízes das cenas e das coisas...

das cenas que me fiz viver...

das coisas feitas para morrer...

e se um dia eu me calasse de vez...

por vontade... desatino... ou por destino...

queria ver o que farias com o teu silêncio...

 

http://www.youtube.com/watch?v=BAbX3Wafqb0

23
Dez13

Música, Bombas, Putas e Vinho Verde

asimplesvidadejoaorapaz

vi uma musica da Robyn no VH1 e fui à procura das musicas dela que eu gosto muito em versão acústica...

 

http://www.youtube.com/watch?v=_N-LXn4mSkU

 

http://www.youtube.com/watch?v=OCtvP0pdPoA

 

e quando à procura o que é que eu encontrei... para mim perfeito!!

 

http://www.youtube.com/watch?v=aQ-vU28uPb0

 

depois já estive aqui uma série de vezes para falar do Greg Plitt. Ora bem Greg Plitt é o típico red neck americano, mas eu curto do tipo... eu não sigo exemplos nem ídolos mas consigo ver o porquê do Greg Plitt ser inspiração para tanta gente... e não, não é só nem é sequer uma doença por se ter um físico perfeito... é querer algo e ir atrás e lutar sempre e hoje... e diga-se o que se quiser o Greg Plitt já fez muita gente saltar do sofá e mudar... Dance Mother fucker, dance!!

 

http://www.youtube.com/watch?v=Yl3NGvna2KA

 

http://www.youtube.com/watch?v=kl76k9_pR1Y

 

A Sofia da Casa dos Segredos é o paradigma da doença impregnada na nossa sociedade... a vítima de um cabrão malfeitor de um Homem... de um usador de mulheres... um pérfido como tantos outros, como todos os Homens... e então a comunidade de mulheres e gaiatas enxovalhadas pelo bicho papão que é o Homem, vieram em socorro da companheira traída e usada e de triste sina... alguém se preocupou em ver o filme todo?? alguém se perguntará ou admitará que nem os Homens nem as Mulheres nem as pessoas nem sequer os animais, plantas e até seres mortos e inanimados serão todos iguais... Ora pois daqui do meu alto baixo pedestal, considero que a Sofia é o exemplo vivo de como uma pessoa pode ser fútil, má e nojenta e fico-me por aqui... Se tanta gente gosta e amocha de e a pessoas como ela, então tanta gente de merda andará por aí... O Diogo é a outra face da moeda do Tierry... e depois dizem "áh tens na mania que és o Rei dos Homens e tal..." Em terra de cegos quem tem olho é Rei... E quanto ao resto da Sofia, mais depressa dava em pandeleiro!!

 

http://www.youtube.com/watch?v=mlDD8zPoEVs

 

Vinho verde, gosto!! de preferência com marisco, percebes?? esta referência é só para condizer com o título...

 

http://www.youtube.com/watch?v=J2xg0FZGBr8

 

 

 

 

13
Dez13

fragmentações defensivas/ofensivas

asimplesvidadejoaorapaz

há um prazer intrínseco aos contrastes... ao antes e depois... ao passado e futuro... ao amor e desapego... de contrastes vivi... de contrastes me fiz... me dividi e subdividi para ir-me somando um a um, até novamente partir... partilhar... e guardar e deixar de ser... uma realidade subversiva... uma duplicidade entranhada... se não ligo ao que sou, não desligo do que posso ser... sempre consciente, porque as escolhas, as vivências, as dores, e as outras coisas, me fizeram assim... repleto de impulsos de vontades e sorrisos e paixões, mas confortavelmente saboreando o prazer de ser anónimo, de ser eu, mas não ser eu para ninguém... e sendo para toda a gente... passado?! passados estes anos guardo fragmentos e até partículas de momentos... outros andam por aí, meio perdidos, à espera que os redescubra ao virar de uma esquina, página, música ou tela... cenas e coisas da vida né??? cenas e coisas da vida...

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=JFiDnErxU_A

 

 

11
Dez13

3 random "simple" things...

asimplesvidadejoaorapaz

"Computer says no"

 

http://www.youtube.com/watch?v=zUQgthIs7pM

 

 

 

"Go Fish"

 

http://www.youtube.com/watch?v=ErQ7Y5hw5J8

 

 

 

"You're lookin' like you fell from the sky... ANGEL!!"

 

http://www.youtube.com/watch?v=TH8m6J3gPH0

07
Mai13

unfair life(s), love songs, milkshakes and kisses...

asimplesvidadejoaorapaz

é muito injusto a vida não ser própriamente justa...

 

dizem que os Homens não choram nas canções de amor... eu choro... pouco, mas choro... nas canções de amor também... menos, mas choro... e também sofro... não muito, o necessário... também magou-me e magoam-me... menos, mas também... pequenas dores que temos e que nem sabemos as origens... ou sabemos e nem ligamos... ou sabemos e não queremos saber... para as coisas grandes estamos sempre preparados e de punhos cerrados... para as pequenas... deixamos andar...

 

http://www.youtube.com/watch?v=ErFGGccIfkc

 

http://www.youtube.com/watch?v=7-dy6oe0_90

 

http://www.youtube.com/watch?v=hxayzsqQPTU

 

http://www.youtube.com/watch?v=lEkJoMNFPEA

 

geralmente chego aqui sem nada para dizer e escrevo... e quando eu quero dizer coisas, muitas coisas... aquelas coisas... tantas coisas... 1001 coisas... eu sei que sabes quais são...

 

http://www.youtube.com/watch?v=KQqzIWcJC0E

 

at the end just Kiss... Keep It Simple and Stupid...

 

 

 

 

09
Abr13

a ilha...

asimplesvidadejoaorapaz

a minha ilha...

tenho saudades...

do frio...

das minhas verdades...

do doce vazio...

de outras idades...

ver a lua acordar...

ver o sol nascer...

na areia adormecer...

mas antes...

durante...

a cana...

o ritual...

a luz que emana...

o vendaval...

a emoção de só estar...

ali...

em mim...

e pensar...

e em memória saborear...

a textura do teu beijo...

as curvas do meu desejo...

ali...

entre as belas douradas...

as lembranças mais encantadas...

mágico...

só meu...

o meu ouro...

a minha areia...

o meu tesouro...

a minha ilha...

não há outra...

coisa tão louca...

a água fria...

e como o vento corta...

e por vezes a chuva...

que vida tão torta...

café a termo...

no termo que levo...

aquece-me as mãos...

outrora nas tuas...

outrora outras luas...

que coisa tão louca...

que imensidão tão pouca...

e é assim...

passo a vida a sorrir...

passo a vida a viver coisinhas...

tão estranhas, tão minhas...

se já não penso em voltar...

deixa-me desejar o luar...

deixa-me um dia poder...

na minha ilha aportar...

e ali devolver...

o teu sabor a mar...

 

http://www.youtube.com/watch?v=D5FGgKFi8Yk

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub