Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

asimplesvidadejoaorapaz

É o João que é um rapaz que tem uma vida simples.

22
Fev13

eu estou aqui... onde nunca me vais encontar...

asimplesvidadejoaorapaz

Tenho pensado em imensas coisas... coisas dessas algumas bem fixes para se falar sobre... outras mais minhas... eu não quero chocar, ou estar sempre na vanguarda dos dizeres ou do sentimento... eu não preciso de ser tudo a toda à hora... eu vivo cada vez mais a liberdade dos outros, de forma a ser livre também... eu dou o espaço, ou pelo menos não faço do vosso espaço o meu... ou pelo menos não em consciência... a forma mais fácil de não estar onde me querem encontrar é estar aqui só em mim, e guardar-me... a verdade vem sempre ao de cima... e quem vem por bem e por mal há-de sempre de vir também... e eu aqui... não vou atrás mais do que me permito... e se vou, volto e fico... porque o pior desgosto é o desgosto de não sermos donos de nós.. estarmos sujeitos ao sabor dos desejos dos outros... sem querer que estejam e vivam ao sabor dos meus desejos... eu fico aqui... volto a dizer que as pessoas não têm a capacidade de me iludir para além do que permito... a forma inocente e informal em corpo de Diabo não cola... e depois junta-se a vontade de comer com a fome... e eu com isso... e as formas de expiação são apenas confirmações do que desconheço... e desconheço de forma pacífica pois muito antes de deixar de ser pacífica já nem minha era sequer... pois, chega a um ponto da vida, destas vidas em particular, como a minha por exemplo pode ser exemplo, em que mais do que sofrer ou deixar de sofrer, existe o ganhar ou perder, ou sair por cima... ou não sair, ou cabisbaixo, ou apenas sem o gostinho saboroso da vitória, muito mais do que o da vingança, que esse a mim particularmente não-me sabe muitas vezes... então perante as oscultações eu serei em boa hora, não claro mas clarividente... e com isso distante... e com isso diferente... apenas noutro patamar... noutro comprimento de onda, para utilizar a expressão dos jogadores... eu não posso perder o que nunca joguei, eu não posso perder o que nunca foi meu... e o abismo da falta de sentido de posse arrasa qualquer jogador de outros campeonatos... eu não sou superior a ninguém, no sentido lato do termo, não tenho em mim o desejo ou pretensão de subjugar os outros através da minha esperteza e caprichos que daí possam advir, mas claro que sou muito superior a quem ache possível fazer de mim peão ou mesmo uma peça do mesmo tabuleiro... eu sou tão simples em mim, que em ti (neles) sou demasiado complicado para que um dia possas sequer imaginar quem sou... a resposta à pergunta "onde andará vossa excelência?" encontra-se na própria pergunta...

 

http://www.youtube.com/watch?v=VbbFiHlW0uw

 

 

2 comentários

  • Gostaria de te explicar o que escrevi, mas lá está se te explicar deixa de ter graça... gostaria de te explicar o que sou, mas lá está se te explicar deixa de ter graça e não será totalmente verdade... se eu te dissesse uma série de coisas tu só as irias aceitar se as visses ou/e sobretudo se as sentisses... realmente nunca te disse mas digo-te agora, sem teres sequer a mínima obrigação de me compreenderes, fico triste quando estás longe e sinto-me em sintonia quando estás lá... acho que queimar a bandeira de qualquer País é só estúpido e uma grande falta de respeito e humanidade, assim como no Dia de Portugal virem uma centena de atrasados mentais reclamar a sua terra a concelho e chamarem filho da puta ao Presidente da República seja ela qual for uma outra grande falta de respeito... assim como acho que o acto Kurt teve contra aquele tipo, ou contra qualquer tipo de censura sublime... como fizeram os Xutos com o Mãe e o Sémen no fim dos 70 e princípios de 80, quebrando barreiras e mentalidades... assim como sempre as cantaram inclusive o Avé Maria, contra todas as pressões e inclusive contra a censura nas rádios, nomeadamente na Renascença, embora não só.. Adorava Gnr do fim dos 80 e principio meio dos 90, agora não tanto... Gosto do Reininho... sempre gostei... gosto da sua loucura, já não gosto tanto da sua actual falta de coerência... assim como acredito na singulariedade das pessoas, assim como acredito na minha e na tua também e muito... abomino falsas diferenças e falsas irreverências que ocultam apenas mediocridade e falta de coragem... e só sou para quem quero, porque para os outros estou sempre um passo à frente... depois já que gosto de brincar com a minha beleza e falta de modéstia, agora vou ser realmente nada modesto, eu sou apenas demasiado especial, para que dê a possibilidade a qualquer pessoa de fazer diferença na minha vida... e o texto era somente sobre pessoas que têm a pretensão de serem algo para mim que eu não lhes roconheço valor para serem... ou até o podem ter, mas não sou eu que lhes vou ensinar a ser melhores pessoas, só porque não quero... e agora uma questão que nunca veremos ser respondida, será que as nossas loucuras são tão dispares em grau??? uma diferença vejo... para mim nem tudo é branco e preto, nem tudo é amor e ódio... e saber as tonalidades do cinzento faz-nos perceber a raridade do branco e do preto... Desculpa qualquer coisa, gosto imenso de ti Mallory...

    http://www.youtube.com/watch?v=1AzjtOtk0-s
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub