Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

asimplesvidadejoaorapaz

É o João que é um rapaz que tem uma vida simples.

29
Ago17

perseguindo sóis...

asimplesvidadejoaorapaz

gostava de saber se vocês também sentem assim... algo que ouvem ou vêem ou sentem provocar-lhes um aperto no peito do nada... algo esmagador... que sentes que tens de correr para a rua porque te sentes demasiado apertado... ou contemplar o horizonte e fumar um cigarro... ou correr desalmadamente contra o pôr do sol com a desculpa de ser jogging... lembro jovem uma tarde ver " O Paciente Inglês" e ter de correr para a rua tal era a pressão acumulada... e é assim que eu me sinto... ainda... nos intervalos de ser eu... entretido a ser pai e outras coisas... que numa tarde como esta que acaba, uma música melancólica que oiço e leio e faço-a de alguém e aperta-me... é triste... sentir tristeza vinda do nada... não ter... não estar... arrumar coisas e arrancar... como tantas outras vezes... é peso a mais... pergunto-me como é que os outros (vocês) conseguem sem dar em doidos, sem terem vontade de desistir... não fosse este fingimento constante de eu não ser eu, e há muito que já não estava aqui... aqui aqui... não confundam aqui neste mundo... que daqui deste mundo só saio quando tiver de sair...

 

Desculpem lá se não pude ser melhor... eu bem que gostava...

 

 

11
Ago17

Planeta Lua

asimplesvidadejoaorapaz

o que são as datas?? porque nos agarramos às datas??? serão as datas que nos recordam as pessoas ou serão as pessoas que nos recordam as datas??? ou andamos o ano inteiro para que cheguemos às datas... a esta ou àquela... as datas ficam... para cada dia haverá gente a festejar ou a lamentar... mas voltemos ao princípio... a data... e quando a data se torna data... quando algo te acontece ou vives que se torna digno que se volte ano após ano àquela data... já que não podemos voltar aos lugares... voltar às pessoas e muito menos atrás no tempo, quando a data ainda não se tornara real... lendária...

 

Fora do planeta... que sensação tão estranha... má mesmo!!! o tal limbo de que já falei... parece que não estás aqui nem ali... longe demais de onde és... mas mais ainda donde estás... e depois queremos que as pessoas sejam pessoas e não são... são névoas, são fantasmas... passam por ti objectos animados que parecem ser pessoas... com as suas histórias de vida e coisas e tal que não interessa nada... já as tuas histórias são o que são e pesam que se fartam... fico mesmo sem saber se é melhor ter ou não ter consciência... saber ou não saber das coisas da vida... quem seria se seguisse... apenas seguisse ao sabor do vento do quero e não quero... do sabe bem ou ainda melhor...

 

E os dias e os anos continuarão a passar e as datas a exibirem-se para nós fazermos com elas o que bem entender-mos... ou então nada...

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D