Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

asimplesvidadejoaorapaz

É o João que é um rapaz que tem uma vida simples.

18
Fev15

andam por aí...

asimplesvidadejoaorapaz

 andam por aí...

não sem darem por eles...

por aqui...

por ali...

é vê-los...

nos becos concretos concretamente cobertos...

nos áridos remotos insondáveis desertos...

fragâncias...

insónias coloridas...

militâncias...

teimosamente em frentes perdidas...

neblina...

assim como outrora sem saber que se sabe...

cristalina...

"não há mal que sempre dura e bem que nunca acabe"...

 

 

 

 

11
Fev15

Azulejos pintados à mão

asimplesvidadejoaorapaz

- é!! ainda me lembro quando ainda me lembrava e dizia-te...

- do que te lembras então??

- qual das duas??

- da última, para começar...

- de quando, quando em vez, tínhamos hora marcada para nos lembrarmos...

- mas de que coisas??

- de todas!! das coisas que nos aconteceram... das coisas que fazíamos... dos pormenores... dos "Ah ya pois era"... até dos ""poizéra" ou "poijéra""?...

-Poijéra!!

- (sorriso) era não era!? e quando nos íamos lembrando sempre ia redescobrindo o timbre da tua voz, os balanços da tua inquietude e o respirar da tua alma...

- isso tudo ao telefone han?!?

- e mais... sempre depois das 21h... mais uma hora que ninguém desconfia...

- isso parece já mais que passado...

- sim... as memórias vão se esbatendo não pelo esquecimento, mas porque sempre que me lembro de alguma, falta qualquer coisa que completo com outra coisa... depois chego a um ponto que já não sei o que foi verdade ou imaginação... é curioso quase tanto como é cruel... às vezes fico naquela "mas era cor de salmão!! era?? acho que era... tenho quase a certeza que era... mas a lua era cheia isso não há dúvida... lembro do reflexo da luz na água... tipo montes de pedaços de um espelho partido"... depois vou mais fundo e lembro do sentimento... não só da paixão, de tudo... de culpa... de perda... de euforia... de revolta... de tristeza... e de mais... de tudo...

- nunca pensei nisso assim... se bem que pensei em muito do que dizes mas não dessa forma...

- eu e a minha forma do drama e do horror de lembrar...

- sim, tens queda para o dramatismo... embora seja mais porque queres...

- um dia disse-te que escrevia para poder lidar com os meus demónios... para não esquecer... para não me desligar... mas é ao contrário... acho que quanto mais escrevo mais me emaranho nas coisas... já nada é claro como a água... há sempre subterfúgios... jogadas... e até vários jogadores num só...

- sempre escreveste bem... e eu sempre gostei de te ler.. mas se sentes que te faz mal...

- tu também já escreveste... eu sei... e rapidamente percebeste aquilo que eu finjo não perceber...

- o quê?

- escrever sobre ti, ou escrever porque me lembro de ti... é como te beijar...

- (silêncio)

- o tempo vai passando e eu acho que acertei em tudo o que iria acontecer... e entretanto lembrei-me de uma noite de Verão em que pura simplesmente não se conseguia manter uma distância sociável... como é possível sentirmo-nos dessa forma? quase irreal...

- "dá um passo atrás!" (sorriso) então mas diz lá acertaste ou não...

- acertei em quase tudo...

- e qual o quase em que não acertaste??

- lembraste de eu te ter dito que um dia ias olhar para trás e achar que afinal até não foi assim tão especial??

- lembro-me...

- acho que um dia vais olhar para trás e nem sequer achar... vais só saber... como um facto... um facto histórico... e , das primeiras vezes que olhares para trás até podes tentar lembrar e de certa forma reviver... mas vai doer... e vais deixar de o fazer como reflexo em resposta à dor... assim como deixaste de escrever... então olharás mas evitarás remexer nas coisas e cenas... e um dia vais olhar e não vais ver assim grande coisa... e depois só vais olhar quando algo te o obrigar a fazer... tipo uma música ou um local... ou até um luar... e depois já nem sequer vais olhar... e algures um dia haverá um fim e nada do que existiu alguma vez existiu...

- (uma lágrima) o que é que queres que eu te diga...

- oh... diz-me boa noite...

- assim sem mais nem menos???

- não é boa altura para lembranças mas lembraste de todas as vezes que nos tentamos despedir um do outro?(sorriso)

- (sorriso) (silêncio) Boa noite...

- Boa noite...

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D