Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

asimplesvidadejoaorapaz

É o João que é um rapaz que tem uma vida simples.

30
Dez14

"um gajo casado que teve e quem sabe terá amantes"

asimplesvidadejoaorapaz

eu conheço uma pessoa que um dia tentou explicar a um(a) melhor amigo(a) uma cena... não deu... porque há coisas que não se explicam... e nós que as vivemos (as cenas) queremos explicar, queremos mostrar o porquê... e no fim apenas sentimo-nos menos bem... porque afinal o que era cor de rosa é mais negro do que possamos pensar... pelo menos aos outros parece...

 

então eu chego à conclusão que nunca a vou poder explicar (a cena)... pelo menos da forma que eu queria... da forma como eu a vivi...

 

depois eu percebo esta forma drástica, abrupta, trágica, de ver as cenas... é a minha forma vertiginosa... romântica... apaixonada... quase novela de viver...

 

e se para mim isto tudo poderá até ter um qualquer quê de heróico... no fundo para os outros é mais à base do ridículo e até feio...

 

nestas altura tenho sempre o conforto de me esconder... de me camuflar... afinal quem sou???

 

a resposta complicada (romântica claro) estará por aqui e por aí... a simples: "um gajo casado que teve e quem sabe terá amantes"... para quê complicar se é assim que o povo gosta...

 

ora no outro dia passei pelo canal 2 e estava a dar um concerto... curti de imediato a musica... Yuri da Cunha numa versão da "Regressa" do grande Euclides da Lomba... o tal do "Nosso lindo caso de amor"...

 então bom 2015 para todos!!!

 

 

 

24
Dez14

Boas festividades valentes!!!

asimplesvidadejoaorapaz

"Once in a few times
I would like to kiss you for a while
You're once in a lifetime
I don't want to miss you tonight"

 

Para todos os mens e menas valentes desta vida, uns felizes natais e prendas e buidas de Françia e tudo, são os votos deste vosso jovem rapaz idoso das vidas airadas e dancing in the night fire of the rain in the street... ;)

18
Dez14

Parola

asimplesvidadejoaorapaz

 

 

Negras... ondas medonhas espumadas de raiva... desmorecimento instalado mais que merecido... a van glória de só estar... pedras... meninas panhonhas sorridentes de saias... favorecimento ilícito mais ou menos parecido... a nau da memória de estar só... parola (palavra em italiano) palavra que gastas e omites num bailado cru e cego... regras... instaladas... arranhadas... mordiscadas... vilipendiadas... mas nunca devassadas... pois a questão se põe tão clara como a irrealidade de a dizer... fica assim... em mim... à espera de um dia em que nada já se espere...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D